Nova senha

Busca avançada
Your search results
15/01/2019

Vai alugar casa de temporada? Veja como funciona

Alugar uma casa de temporada

Com as férias se aproximando, quem gosta de viajar já começa a se programar para ter momentos de lazer e bem-estar na companhia de amigos e família.
De norte a sul do país existem lugares lindos e com condições especiais para o turismo. Se você acha um hotel um lugar pouco aconchegante, alugar uma casa para temporada é a opção ideal.

O mercado está em pleno desenvolvimento e é possível realizar todo o serviço de busca e reserva online, sem a burocracia dos outros meios de hospedagem tradicional.
A crise não afetou o aluguel de temporada porque, mesmo com menos dinheiro para viajar, o turista pode reunir os amigos e parentes e ratear as despesas durante a estada.

Neste post, preparamos orientações simples para quem quer escolher um imóvel para passar as férias. Leia o guia até o final e se mantenha informado.

Como funciona o aluguel de temporada?

O sistema de locação de imóveis é uma realidade. Em países como os Estados Unidos e representantes da União Europeia, é comum viajar de carro e se hospedar em casas para temporada.
Escolher um imóvel na plataforma é bem simples, existem vários apps e sites que anunciam imóveis para temporada.

A BRFO é uma empresa que faz isso e tem muita experiência no mercado. Você pode começar por lá.
A função dela é fazer a ligação entre as pessoas que possuem um imóvel e o turista que pretende passar um tempo em uma casa de temporada.

O que considerar na hora de escolher a casa?

Ao escolher a casa, você deve pensar no que o dono oferece, observar pisos, itens para decoração e mobília. Em alguns casos, é preciso levar sua própria roupa de cama, ventiladores extras e toalhas.

Isso é comum durante o verão ou inverno quando as temperaturas são extremas.
Geralmente o imóvel possui alterações de preço de acordo com a época do ano que você quer se hospedar.

A alta temporada acompanha as férias escolares. Nesse período, como a demanda é maior, os aluguéis tendem a subir. Assim, o conselho para quem deseja viajar nas festas e carnaval é procurar o quanto antes reservar a casa.

Essa atitude irá deixar os preços mais em conta e ainda evitar o incômodo de ter que mudar a cidade desejada por não encontrar residências disponíveis na data da viagem.
Se a ideia é fazer uma reunião de família nas festas de fim de ano, saber exatamente a metragem dos quartos é importante para escolher uma casa que possa abrigar a todos com conforto.

Quantidade de hóspedes

Não há um número mínimo para o aluguel de temporada. Profissionais em viagens de negócios podem procurar uma casa para se hospedar caso permaneçam semanas no destino.
Por outro lado, famílias e grupos gostam da comodidade de alugar uma casa de férias porque todos podem ficar no mesmo espaço, o que é raro em hotéis.

Procure um imóvel de acordo com o número de pessoas que vão viajar com você. A quantidade de hóspedes deve aparecer no contrato e, caso o limite seja ultrapassado, o inquilino pode pagar multa por exceder a capacidade contratada.

Pagamento e contrato

O meio de pagamento é combinado entre turista e proprietário da forma que for mais interessante para ambas as partes.
Para evitar desentendimentos, o ideal é colocar tudo no papel. O aluguel de temporada é similar ao aluguel para residência fixa.

Ao pedir o contrato de locação, a parte responsável pela casa de temporada demonstra ser séria e o inquilino tem segurança.
O habitual é pagar 50% do valor no ato da assinatura do contrato e, após a hospedagem, entregar a outra parcela de dinheiro quando for entregar as chaves.

Leia com atenção todas as cláusulas do contrato de locação. O documento deve abordar casos especiais que falaremos a seguir.

Desistência

Caso haja algum imprevisto e o proprietário não possa ceder o imóvel para o aluguel de temporada, o mesmo paga uma multa ao turista e devolve o dinheiro da reserva. O mesmo acontece se o viajante mudar de ideia.

O valor da multa geralmente é uma porcentagem do aluguel e é especificado no contrato. Pergunte sobre a cláusula de desistência antes para evitar surpresas.

Inspeção da residência

Ao entrar no imóvel, verifique se os móveis e utensílios são os mesmos descritos no site e que estavam nas fotos da casa de temporada. Olhe todos os cômodos minuciosamente e verifique:

Itens para inspeção no aluguel de temporada

• Portas e janelas;
• Grades e telas de proteção;
• Estado de conservação de sofás, guarda-roupas e armários;
• Televisão e sinal de tv;
• Internet e telefone;
• Utensílios de cozinha;
• Eletrodomésticos;
• Forno, fogão e gás de cozinha.

Caso algum item não esteja funcionando, anote e informe ao responsável pelo imóvel imediatamente. Outra vistoria deve ser feita no momento de entrega das chaves para checar se você está deixando o imóvel nas mesmas condições em que o alugou.

Mau uso do mobiliário e aparelhos eletrônicos

O imóvel para temporada é mais prático porque está pronto para o uso. A única coisa que é preciso fazer é ir ao mercado e comprar os alimentos e bebidas para as refeições diárias do grupo.
Para manter a integridade das instalações, é preciso ter cuidado ao manusear os aparelhos para que os mesmos não se deteriorem.

Devemos lembrar que todos os danos ao imóvel por manuseio durante o período de locação são de responsabilidade do visitante.

Cheque caução

Segundo o Secovi-SP, Sindicato da Habitação de São Paulo é de praxe o uso de cheque-caução para cobrir eventuais danos ao patrimônio.
Assim, o proprietário ou corretor responsável pela transação irá pedir o cheque como garantia ao locatário.

Após a inspeção do imóvel, o cheque é devolvido se tudo estiver em perfeitas condições.

Cheque caução como forma de garantia para aluguel de temporada

É importante destacar, porém, que o cheque é uma ordem de pagamento à vista. Isso significa que o banco não reconhece acordos como cheque caução ou cheque pré-datado. Se houver má fé de quem receber este título de crédito, ele será pago pelo banco quando apresentado ou devolvido, caso não haja fundos.

Outras dicas

Há alguns detalhes para os quais você deve se atentar:

• Leia atentamente o anúncio, veja se as fotos são de boa qualidade e se aparentam ser originais.
• Cheque as informações sobre o entorno do imóvel e o que é permitido durante o período de aluguel.
• Se vai viajar com crianças, verifique se o imóvel tem escadas ou algum tipo de perigo para os pequenos.
• Em região de praia, é interessante observar se há uma varanda ou área externa para tirar a areia do mar antes de entrar em casa. Isso evita sujeira e diminui o período da faxina.

Conhecer novas cidades e relaxar através do aluguel de casa de temporada é uma tendência cada vez mais presente nos grandes centros do Brasil.
A vida corrida e com pouco tempo para o lazer fez o brasileiro escolher melhor como usar o tempo livre de forma inteligente e divertida.

Aproveite as festas e feriados e escolha seu destino. Faça o teste e provavelmente esse será seu novo jeito de viajar!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado