Nova senha

Busca avançada
Your search results
12/02/2019

Como cobrar a diária para seu imóvel de temporada?

Como definir o preço da diária de aluguel de temporada

As opções de imóveis são muitas. Dependendo da época, podem ser até maiores do que a demanda de clientes. Por isso o ramo de aluguel de imóveis por temporada acaba se tornando competitivo e a concorrência, muito grande.

É importante saber se destacar no meio de tantas opções e poder conquistar clientes com o melhor serviço sempre.

Um dos fatores que influenciam na decisão final do cliente é o preço da casa de temporada. Muitas vezes ele gasta a maior parte do seu tempo de pesquisa procurando e comparando o valor do aluguel de temporada.

Esse fator coloca uma grande responsabilidade em suas mãos, pois você precisará saber como cobrar um valor justo e ainda atender a outros requisitos importantes como a qualidade, por exemplo. Tudo isso sem abrir mão do seu lucro.

Parece uma missão bem difícil. Por isso criamos esse post especialmente para te ajudar a entender o que considerar ao definir o valor da diária do seu imóvel de temporada. Continue lendo e tire suas dúvidas!

Como definir o preço?

É importante que você tenha equilíbrio na hora de decidir o preço da casa de temporada. Ele não deve ser muito alto nem estar muito abaixo dos valores do mercado.

Uma dica para sondar os valores é fazer uma comparação: informe-se sobre os valores de imóveis com o mesmo perfil do seu. Isso pode facilitar a decisão.  Há outros fatores que influenciam o custo de um imóvel de temporada. Veja:

Como definir o preço do aluguel de temporada


1. Localização

Se ele estiver localizado mais próximo de pontos turísticos ou locais de fácil acesso, isso gerará mais interesse no seu imóvel. Consequentemente, você poderá cobrará um pouco mais caro em relação aos imóveis que não tenham essa mesma possibilidade.


2. Qualidade

Seu imóvel é capaz de oferecer qualidade e conforto a mais aos clientes? Se sim, isso poderá te dar a possibilidade ou a necessidade de cobrar um pouco a mais no valor do aluguel de temporada.

Itens como piscina, ar condicionado, academia, entre outros, acabam destacando também seu imóvel e fazendo com que as pessoas que não abrem mão do conforto optem por pagar mais no valor da diária do imóvel de temporada.  


3. Taxas extras

É comum a possibilidade de inclusão de taxas extras na diária do imóvel. Elas existem para cobrir eventuais prejuízos que o locatário possa ocasionar durante sua estada, como a quebra de espelhos ou vidros, por exemplo.

É muito importante realizar uma pesquisa ampla para chegar ao valor adequado de cada taxa que pode vir a ser embutida no preço da casa de temporada.

Registre isso no contrato de locação, dando ciência a quem for alugar do valor de cada taxa. Assim você evita surpresas.


4. Cheque ou depósito caução

Muita gente trabalha com cheque ou depósito caução. Trata-se uma garantia que o locatário dá ao locador para garantir o aluguel da casa de temporada.

           Geralmente a caução é usada também como garantia para os casos em que algo possa vir a ser danificado. Depois de usada a casa, o dono volta, faz a vistoria e, se tudo estiver em ordem, o valor pago como caução é devolvido ao locatário.

           É comum que, nos casos em que há a caução envolvida, o custo do imóvel de temporada seja menor, pois são grandes as garantias que o locador recebe.


5. Baixa ou alta temporada

É normal os preços mudarem na alta temporada: como um fluxo de pessoas é maior, os gastos tendem a aumentar. Poderá haver necessidade de contratar funcionários para ajudar na limpeza, além de o consumo de água, luz e outros serviços também ser elevado.

Outro aspecto que faz o valor da diária do imóvel de temporada ser mais alta é a procura. Nos meses de dezembro a março, é comum as famílias viajarem mais, devido às férias escolares. O mesmo acontece em julho.

No litoral, com a chegada do verão, mais pessoas se deslocam para frequentar as praias. Este também é um fator que colabora para elevar a procura em imóveis dessas localidades.

 Quanto maior a procura, maior o preço. Nos demais meses do ano, o preço tende a diminuir, pois o mesmo ocorre com a procura.       


6. Valor das despesas fixas

Só vale a pena alugar o seu imóvel se o preço pago pelo aluguel da casa de temporada cobrir as despesas que ela gera. Portanto, é fundamental tomar nota de todos os custos fixos que você tem com ela.

Considere a limpeza, as contas de consumo (água, luz, gás, etc.), outras despesas que existam e também reserve um valor mensalmente que deve ir para um fundo o qual deve servir para cobrir despesas como reparos, pintura, etc.

Tenha em mente o custo total deste imóvel mensalmente em seu orçamento.


Como calcular o valor da diária do imóvel de temporada?

Leve todos os itens que citamos acima em consideração. Sabendo quanto você precisa ter de receita para cobrir as despesas mensais, será possível calcular o valor da diária.

Mas é muito importante não cobrar valores diferenciados nos finais de semana. Feche dois valores de diária: um para alta temporada e período de eventos na região e outro para a baixa temporada.

Você também pode montar pacotes mais baratos para quem for ficar a semana inteira, por exemplo. Quanto mais diárias, menor o valor delas.

Depois que definir o valor da diária do seu imóvel de temporada, não se esqueça de pesquisar novamente a sua concorrência e ver se o valor a que chegou é competitivo.


O que devo fazer se não estou fechando muitos negócios?

A primeira coisa que pensamos em fazer quando um negócio vai mal é em baixar os preços, mas calma!

Primeiro faça uma avaliação para descobrir possíveis motivos pelos quais seu negócio não está indo bem.

  • Veja se o anúncio do seu imóvel está com boa visualização. Se isso ocorrer, este é um indicativo de que talvez o problema esteja no anúncio e não no imóvel;
  • Veja se as fotos que usa para mostrar o imóvel ao cliente estão nítidas e passam uma boa impressão do lugar;
  • As avaliações e comentários podem te ajudar a perceber onde está o erro: esteja atento às críticas para poder resolver os problemas apontados;
  • Veja se os preços e taxas estão bem claros e visíveis. Também pesquise para verificar se eles estão competitivos.
  • Reveja a possibilidade de usar uma ferramenta melhor para divulgar seu imóvel, como sites e plataformas de locação. Talvez o problema não esteja nem no imóvel e nem no anúncio e sim no site que você está usando para divulgar o imóvel

Na BRFO, você conta com toda a estrutura de que necessita para anunciar o seu imóvel. Temos uma equipe especializada que pode ajudar com o seu anúncio. Temos a certeza de que anunciando o seu imóvel no site da BRFO, sua casa de temporada será um sucesso em locação!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado